Exposição

“é um privilégio!” visitantes relatam a sensação de conhecer de perto as obras de auguste rodin

Fotos: Rodrigo Cancela

Mais de 5,6 mil pessoas já visitaram a exposição “Figura e modernidade: Rodin no acervo da Pinacoteca de São Paulo”, que reúne na Galeria de Arte do Instituto CPFL, em Campinas, 10 esculturas originais e 76 fotografias documentais da vida do artista francês. A entrada é gratuita.

A exposição tem a curadoria de Valéria Piccoli, curadora-chefe do museu e conta com recursos educativos desenvolvidos pelo NAE – Núcleo de Ação Educativa da Pinacoteca, para uso autônomo, que estimulam a participação do público de todas as idades, criando novas relações com as obras.

Leia também:
“A vida de rodin tem todos os ingredientes de um grande gênio”, diz curadora

Muito além de números, a exposição tem possibilitado uma experiência única para cada visitante. A emoção de conhecer de perto as obras de um dos maiores artistas de todos os tempos pode ser observada nas manifestações escritas no caderno de monitoramento de visitas.

“Os alunos ficaram absolutamente à vontade e demonstraram muito interesse pelas obras – fazendo questionamentos e criando hipóteses analíticas muito criativas”, escreveu a professora Lucilene, da EMEF Dulce Nascimento, que conheceu a exposição no dia 25 de abril.

“Adoramos a exposição, tanto os alunos quanto o professor. Monitoras bem preparadas, dispostas e dinâmicas. Foi sucesso!”, resumiu o professor Duique, do Cursinho Pré-Vestibular Anglo, em 23 de abril.

Alexandre, que trabalha na Babcock, empresa parceria da CPFL Energia, destacou a oportunidade de ter contato com as obras de Rodin e conhecer um pouco mais sobre sua história. “É um privilégio”, definiu.

Para Valdete Araújo, da NECT, outra empresa parceria do Grupo CPFL, “história e arte são itens essenciais para nossa cultura e crescimento”. Ela parabenizou o Instituto CPFL pela iniciativa “Linda exposição e riqueza de detalhes e explicação. Parabéns pela iniciativa #1000″.

A exposição fica em cartaz até 29 de junho, e as visitas em grupo (de até 45 pessoas) ainda podem ser realizadas através do e-mail monitoriainstitutocpfl@gmail.com ou pelo telefone (19-3756-8000).

O horário de funcionamento é, de segunda e terça, das 9h às 18h, de quarta a sexta, das 9h às 19h, e aos sábados, das 10h às 16h. A entrada é gratuita.