divulgação
blog > compare o salário anual em reais de grandes compositores com os ganhos muito superiores dos 8 maestros mais bem pagos nos estados unidos

compare o salário anual em reais de grandes compositores com os ganhos muito superiores dos 8 maestros mais bem pagos nos estados unidos

enquanto debussy, o mais bem pago, faturava 1 milhão, o oitavo maior salário de um maestro nos eua está quase na casa de 4 milhões anuais

Enquanto Beethoven e Mozart ganharam 500 mil reais por ano e Debussy, o mais bem pago, chegou a 1 milhão, o ranking dos 8 maestros mais bem pagos dos Estados Unidos começa com 3,7 milhões e chega a 6,77 milhões no primeiro posto, ocupado por Riccardo Muti na Orquestra de Boston.

Detalhe: os compositores trabalhavam os 12 meses do ano, mas os maestros atualmente mantêm vínculos com duas ou mais orquestras simultaneamente. Isso quer dizer que dedicam, por contrato, três meses de trabalho a cada orquestra; outros três meses à segunda; e o restante a concertos como maestros convidados. Além disso, mais do que duplicam seus ganhos, chegando a faturar anualmente entre 8 e 10 milhões de reais (caso de Riccardo Muti, também diretor do Teatro alla Scala de Milão).

Salário anual em reais de alguns grandes compositores:

Antonio Vivaldi (1678-1741): 50.000. Salário como mestre de capela do Ospedale della Pietà, em Veneza, incluindo bônus por novas composições.

J.S.Bach (1685-1750): 140.000 – era o que ele ganhava como salário entre 1723 e 1750 em Leipzig. Benefícios: não pagava aluguel de casa e ganhava extras com aulas, encomendas e vendas de instrumentos.

Joseph Haydn (1732-1809): 50.000. É o que ganhou entre 1761 e 1790 dos Esterhazy. Não pagava aluguel de casa nem alimentos. Multiplicou este valor por dez a partir das temporadas londrinas em 1791 e 1794/5.

W.A.Mozart (1756-1791): 500.000. Entre 1781 e 1791, sua última década de vida, em que morou e atuou em Viena.

L.V. Beethoven (1770-1827): 500.000. De 1809 em diante, quando três nobres vienenses se cotizaram para lhe pagar esta mesada anual vitalícia.

Richard Wagner (1813-1883): 142.500. Ele recebeu 142.500 reais em 1849 (mesmo ano em que fugiu de Dresden por causa de dívidas que chegavam a 2 milhões, que não pagou, naturalmente)

Scott Joplin (1868-1917): 55.000. Este foi o total que o rei do “ragtime” ganhou em 1909, ano em que mais recebeu royalties sobre o gênero que “inventou” em 1899 com “Maple Leaf Rag”.

Claude Debussy (1862-1918): 1,05 milhão. Foi o que Debussy ganhou em 1910 e 1912 com suas obras. Mas seu estilo de vida – gastando sempre mais do que ganhava – levou-o a morrer em 1918 com uma dívida de 2 milhões de reais. Ele era conhecido em toda Paris como um sujeito que vivia pedindo dinheiro emprestado e nunca pagava.

Clara Schumann (1819-1896): 160.000. A pianista formou o par romântico mais célebre do século 19 com o marido, o compositor Robert Schumann (1819-1856). Tiveram 7 filhos, mas Robert morreu cedo, internado no sanatório de Eisenach em 1856. Entre 1854 e a morte do marido, Clara intensificou seus recitais e concertos com orquestra a fim de sustentar marido e filhos.

Edward Elgar (1857-1934): 17.000 reais. O compositor inglês é, desta lista, o que menos ganhou em seu emprego fixo de diretor musical no Powick Country Lunatic Asylum.

agora vejamos OS 8 MAESTROS MAIS BEM PAGOS NOS EUA:

(salários anuais em milhões de reais)

1. Riccardo Muti (Orquestra de Chicago): 6,77

2. Michael Tilson Thomas (Orquestra de San Francisco): 6,49

3. Christoph Eschenbach (Orq. Washington): 6,17

4. Charles Dutoit (Orq.Filadelfia): 4,34

5. James Levine (Met Opera NY): 4,86

6. Gustavo Dudamel (Filarmônica Los Angeles): 4,56

7. Alan Gilbert (Filarmônica Nova York): 4,24

8. James Conlon (Los Angeles Opera): 3,77

Fonte: Norman Lebrecht, 2014