Concertos > a magia ancestral da harpa em repertório moderno

a magia ancestral da harpa em repertório moderno

ravel e piazzolla numa rara combinação de instrumentos: as 47 cordas dedilhadas coloridas da harpa de soledad yaya e as quatro da viola de peter pás, tocadas com arco

num repertório bastante específico de música do século 20, harpa e viola juntam-se numa inusitada combinação de timbres para nos “falar” das canções sem palavras de salzedo, das canções gregas de maurice ravel e outras criações de compositores que escreveram para harpa solo.

programa

  • “alwa” para harpa - esteban benzecry
  • “3 preludios para arpa” - renzo salvetti
  • “algues” (7 peças) (adaptação para viola por peter pas) - bernard andrés
  • “flight” e “mirage” para harpa - carlos salzedo
  • “chanson dans la nuit” para harpa - carlos salzedo
  • “ave maria” (adaptação para harpa e viola por soledad yaya) - astor piazzolla
  • cinco canções populares gregas (adaptação para viola por soledad yaya para harpa por carlos salzedo) - maurice ravel
    - chanson de la mariée
    - lá-bas, vers l´église
    - quel galant m´est comparable
    - chanson des cueilleuses de lentisques
    - tout gai!

intérprete

duo portinari

O Duo Portinari honra um dos mais importantes pintores brasileiros, Cândido Portinari. Soledad, nascida na Argentina, é harpista solo da Orquestra Experimental de Repertório do Teatro Municipal de São Paulo. O canadense Canadian Peter Pas (viola) atua na Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), é membro da Camerata Aberta, and e do Quarteto … Continua

mais Concertos