divulgação
Concertos > um mergulho na riqueza da música brasileira

um mergulho na riqueza da música brasileira

o ensemble brasileiro de música moderna vai de guerra-peixe a liduíno pitombeira, dois compositores brasileiros especiais, porque muito ligados às raízes das músicas populares e folclóricas

Flauta, clarinete, saxofone e fagote são instrumentos que integram a orquestra sinfônica à europeia mas também às bandinhas espalhadas pelos coretos dos quatro cantos do Brasil.

É este Brasil multicolorido, filtrado pela criação de grandes compositores, de ontem e de hoje, que compõe o programa deste concerto.

Entre os do passado, Heitor Villa-Lobos, o criador que mais personificou o ideal artístico perseguido por Mário de Andrade. A seu lado, César Guerra-Peixe, que num gesto corajoso mergulhou nas músicas populares do Recife e de lá saiu com uma nova agenda estética, a do nacionalismo tal como pregado por Mário.

Entre os criadores atuais, o saxofonista Douglas Braga, integrante do Ensemble Brasileiro de Música Moderna, assina duas composições de sabor bem brasileiro.

o Ensemble Brasileiro de Música Moderna é formado por:
Filipe de Castro, flautas
Eduardo Freitas, clarinetes
Douglas Braga, saxofones
Osvanilson Castro, fagote

programa

  • impressões sobrais [para flauta e saxofone] - liduino pitombeira
  • divertimento (estreia mundial*) [para clarinete e saxofone] - fernando oliveira
  • duo [para clarinete e fagote] - césar guerra-peixe
  • trio [para flauta, clarinete e fagote] - césar guerra-peixe
  • dança brasileira [para flauta, clarinete e saxofone] - douglas braga
  • quatuor - heitor villa-lobos
  • choro do crioulo doido - douglas braga

intérprete

ensemble brasileiro de música moderna

mais Concertos

as veias sonoras abertas da américa latina

a voz de timbre inconfundível de renato braz, acompanhada pelo quarteto de violões maogani, propõem uma panorâmica da canção latino-americana, mostrando as características diferentes e sempre encantadoras que ela assume conforme a geografia, seja o “joropo’ venezuelano, a“tonada” chilena, a valsa peruana ou a milonga porteña