divulgação
blog > frases de e sobre leonard bernstein (1918-1990)

frases de e sobre leonard bernstein (1918-1990)

pensamentos célebres de um dos maiores maestros do seu tempo

a figura do maestro – um dos maiores do século 20, com certeza – eclipsou a do compositor. Mas o primeiro norte-americano a assumir o posto de maestro titular da Filarmônica de Nova York e conquistar fama mundial foi um excelente compositor: venceu na sala de concertos com obras como “Age of Anxiety” e na Broadway com “West Side Story”. Formou com o brasileiro Eleazar de Carvalho a dupla de assistentes do maestro russo Sergei Kussevitzky no Festival de Tanglewood, modelo que o brasileiro importou e implantou no Festival de Inverno de Campos do Jordão.

“O Peter Pan da música”

(The New York Times, 1960, quando Bernstein firmou-se como o maior fenômeno planetário da regência de orquestra e comunicador de rádio e TV)

“A música pode dar um nome ao inominável e comunicar o desconhecido”

(L.Bernstein)

“Esta será nossa resposta à violência: fazer música com mais intensidade, mais bela, com mais devoção do que nunca”

(L.Bernstein)

“Toda grande obra de arte revive e readapta tempo e espaço, e a medida do seu sucesso é a intensidade com que ele te torna um habitante de seu mundo – a intensidade com a qual ela te convida e te deixa respirar seu ar estranho, especial”

(L. Bernstein)

“O dom da imaginação não é propriedade exclusiva do artista; é um talento que todos nós compartilhamos; em maior ou menor grau, todos nós temos os poderes da fantasia, mesmo o mais estúpido entre os estúpidos tem o dom de sonhar à noite – visões, desejos e esperanças. Cada um também pode pensar: a qualidade do pensamento é que faz a diferença – não apenas a qualidade do pensamento lógico, mas do pensamento imaginativo. E todos os nossos maiores pensadores, aqueles que mudaram radicalmente nosso mundo, sempre chegaram a suas verdades sonhando com elas; eles primeiro as fantasiaram, e só depois as submeteram á prova”.

(L. Bernstein)

“A arte nunca interrompeu uma guerra nem deu emprego a ninguém. Esta jamais foi sua função. A arte não pode mudar os acontecimentos. Mas ela pode mudar as pessoas. Pode afetar as pessoas de tal modo que elas mudem…porque as pessoas são transformadas pela arte – enriquecidas, enobrecidas, encorajadas – então elas agem de um modo que pode afetar o curso dos acontecimentos…depende do modo como votam, comportam-se e pensam”

(L. Bernstein)

Posts Relacionados