Playlists > bernstein 100 anos: wonderful town

bernstein 100 anos: wonderful town

a broadway de lenny (capítulo 3) - cheia de inesperados e lindos “achados” criativos

O musical “Wonderful Town”, estreado na Broadway em 25 de fevereiro de 1953, ganhou cinco prêmios Tony, incluindo o de melhor musical da temporada. Baseia-se em livro de Joseph Fields e Jerome Chodorov. Os versos musicados por Bernstein são de Betty Comten e Adolph Green.

Duas irmãs aspiram ser respectivamente escritora e atriz. Moram no Greenwich Village, em Nova York. Vejam o que Bernstein faz com este “Wrong note rag”, ou rag da nota errada. Coloca uma dissonância dificílima de ser cantada – e é justamente esta dissonância, ou “erro”, que faz a graça deste rag, gênero inventado por Scott Joplin em 1899 e muito popular nos Estados Unidos durante as primeiras décadas do século 20.

Você assiste agora a uma versão de luxo do rag, com Aura McDonald e Kim Criswell, coral e a Filarmônica de Berlim, regidos por Simon Rattle:

Mas tudo começa com esta bela introdução instrumental que faz uma degustação das principais melodias que irão aparecer durante o musical. Com o mesmo Rattle, só que desta vez regendo o grupo de música contemporânea de Birmingham:

Curta agora esta versão de “Conga!!!”, do musical, com Bea Arthur, June Anderson, Debbie Shapiro, Howard McGillin, Jason Graae e George Dvorsky. John Williams rege a Sinfônica de Boston em 1991 [assista clicando aqui]

June Anderson e Bea Artur cantam “Ohio”; em seguida June Anderson interpreta “A little bit in love” acompanhada por John Williams ao piano: [assista clicando aqui]

E para terminar, cena em que Rosalind Russell e Jacqueline McKeever, contracenando no filme de Hollywood de 1958, cantam “Ohio”: