Playlists > mais música do século 20 para crianças

mais música do século 20 para crianças

as músicas infantis a partir de peças dos quatro cantos do mundo

Começamos com parte de uma coletânea de canções populares colhidas pelo compositor húngaro Bela Bartók (1881 -1945) no início do século 20. Ele as harmonizou com dificuldades técnicas progressivas, pois pretendia usá-las como manuais de aprendizado do piano e publicou-as em 1908. Ele mesmo disse, muitos anos depois, em 1941, em Nova York, que detestava os livros de iniciação musical para estudantes de piano “porque oferecem música sem verdadeiro valor musical, com exceção das peças mais fáceis de Bach e do álbum da juventude de Robert Schumann”.

Ouça 15 delas num registro histórico do final da vida do próprio compositor, ao piano. Esqueça os chiados, concentre-se na música e no modo como ele as toca, sem nenhum arroubo romântico:

Da Hungria, passamos para a russa Sofia Gubaidulina, que hoje está com 86 anos. Ela compôs “Musical Toys”, ou brinquedos musicais, em 1969. Por um momento, Gubaidulina abandonou a racionalidade da escrita dodecafônica para atingir com eficiência o universo infantil. Mas ela não deixa de buscas novos timbres, novas texturas e o uso livre das dissonâncias. Seu biógrafo Michael Kurtz definiu bem o sentido desta bela coletânea: “Gubaidulina construiu miniaturas que ela gostaria de ter tocado quando criança”. Cada uma das 14 peças enfoca um objeto interessante, uma atmosfera, uma impressão ou uma imagem visual.

Da União Soviética, vamos para os Estados Unidos, em 1982, ano em que o pianista de jazz Chick Corea tocou onze de suas vinte “Children Songs”, bastante influenciadas pelo pianismo de Bela Bartók, porém com inevitáveis acentos jazzy:

E concluímos esta playlist com um retorno a Villa-Lobos. Desta vez, você ouve a segunda suíte “A Prole do Bebê”, que ele compôs em 1921, três anos depois da primeira. Os títulos são muito sugestivos: A baratinha de papel – O gatinho de papelão – O camundongo de massa – O cachorrinho de borracha – O cavalinho de pau – O boizinho de chumbo – O passarinho de pano – O ursozinho de algodão – e O Lobozinho de vidro.