os mundos de mário de andrade e a contemporaneidade

o nacional e o popular, a música clássica e a busca da brasilidade, estes foram os eixos da postura inclusiva de mário de andrade, o maior pensador da música no brasil

Séries > os mundos de mário de andrade e a contemporaneidade

cada terra produz um fruto. uma terra que sofre de um rigoroso inverno, habitada por um povo de origem protestante, certamente não produzirá o mesmo fruto que um país tropical cujo povo mistura raízes católicas e afro-indigenas. sabedor disto, mário de andrade buscava descobrir qual era o som que esta terra produzia. seu ideal era criar uma escrita musical que fosse um retrato sonoro do brasil. uma música nacionalista forte e autoral, que incorporasse elementos nascidos espontaneamente na terra (folclore, música popular, tradições orais) com as técnicas da música dita universal. seus pensamentos influenciaram seus contemporâneos e ecoam direta ou indiretamente na produção de compositores de nossos dias. esta série aponta ecos deste pensamento em compositores que vão desde villa lobos e francisco mignone até contemporâneos como villani-cortês ou beetholven cunha.

simone menezes

regente

Concertos

as veias sonoras abertas da américa latina

a voz de timbre inconfundível de renato braz, acompanhada pelo quarteto de violões maogani, propõem uma panorâmica da canção latino-americana, mostrando as características diferentes e sempre encantadoras que ela assume conforme a geografia, seja o “joropo’ venezuelano, a“tonada” chilena, a valsa peruana ou a milonga porteña