divulgação
blog > três raras e encantadoras peças de nadia boulanger

três raras e encantadoras peças de nadia boulanger

em concerto histórico de 2008 com antonio meneses (violoncelo) e celina szrvinsk no instituto cpfl de cultura

São três peças curtas para violoncelo e piano. Juntas não chegam a 7 minutos. São, no entanto, uma amostra do enorme talento de Nadia Boulanger para a composição. Uma vocação que ela abandonou em 1918, aos 31 anos, abalada pela morte precoce de sua irmã Lili Boulanger aos 25 anos. Nadia a considerava muito mais talentosa para a composição e desde então dedicou-se às aulas.

Você pode ouvi-las num dos concertos mais importantes do acervo de 13 anos de apresentações de música contemporânea no Instituto CPFL de Cultura, em Campinas. Ele aconteceu em 28 de outubro de 2008. O repertório daquela performance, construído em conjunto por Antonio Meneses, Celina Szrvinsk e João Marcos Coelho, transformou-se num CD lançado no Brasil e também no mercado internacional pelo selo inglês Avie Records.

veja o concerto em vídeo aqui.

Mestra de todos

Nadia nasceu em 1887; aos 10 anos foi admitida no Conservatório de Paris e aos 20 já era professora. Fundou em 1921 o Conservatório Americano de Música em Fontainebleau. Foi, sem dúvida, a maior professora de composição do século 20.

A lista de seus alunos é um verdadeiro ‘dream team’ dos compositores e maiores músicos do século. Entre os ditos compositores eruditos estão Aaron Copland, Elliott Carter, Igor Stravinsky, Gian Carlo Menotti, Philip Glass e Witold Lutoslawski; e entre os brasileiros, estão Camargo Guarnieri, Claudio Santoro, Egberto Gismonti.

Nomes reluzentes da música internacional por lá passaram: Quincy Jones, o mago dos arranjos; Burt Bacharach; e Astor Piazzolla, que recebeu dela um conselho decisivo, para deixar de lado as técnicas europeias e se aprofundar no tango. Nadia disse isso depois de ouvir alguns de seus “tangos nuevos”. A revolução que Piazzolla em seguida fez no reino do tango começava ali, com ela.

Egberto Gismonti também sempre fez questão de reafirmar seu apreço pelas aulas que teve com ela. O mais devoto aluno brasileiro de Nadia foi Almeida Prado, não por coincidência também levado a olhar de modo mais profundo para a riqueza das músicas brasileiras que o rodeavam.

Mas há mais, muito mais. Daniel Barenboim, John Eliot Gardiner e Leonard Bernstein, para ficar só com três dos maiores maestros dos últimos 70 anos.

E o fato histórico de Nadia Boulanger ter sido a primeira mulher a reger orquestras como a Filarmônica de Nova York, a Orquestra de Boston e a Orquestra da BBC de Londres.

Artistas

antônio meneses

antônio meneses é um dos principais violoncelistas do cenário internacional. em 1977, meneses ganhou o prêmio internacional da televisão de munique, que não era concedido havia 20 anos. em julho de 1982, recebeu a medalha de ouro no concurso internacional tchaikovsky de violoncelo, o prêmio mais ambicionado da categoria. o rigor estilístico de suas leituras, … Continua

celina szrvinsk

celina szrvinsk é pianista. vencedora de vários concursos nacionais de piano, realizou gravações para rádio e televisão e concertos no brasil, alemanha, rússia, japão, suíça e itália. como intérprete e professora dedica especial atenção à divulgação da música brasileira.