mais vistos (10 vídeos)

  • entrevista exclusiva | zygmunt bauman

    A CPFL Energia e o Fronteiras do Pensamento têm a honra de apresentar um depoimento exclusivo em vídeo do sociólogo polonês Zygmunt Bauman, gravado em sua casa na cidade de Leeds, Inglaterra, no dia 23 de julho de 2011, pela equipe da CPFL e do Fronteiras. É uma honra compartilhar o pensamento deste que é um dos mais relevantes pensadores contemporâneos e uma especial satisfação para nós da cpfl cultura, pois Bauman é uma das principais referências conceituais de nosso café filosófico. Bauman nos motivou a encarar um grande desafio contemporâneo: entender as mudanças que o advento da modernidade líquida produz na condição humana. E esse desafio orienta a agenda de discussões do café filosófico cpfl, programa no qual repensamos os velhos conceitos que costumavam cercar as narrativas de nossas vidas. Aprendemos com Bauman a tratar com rigor conceitual - reconhecendo a fluidez entre os laços, entre os conceitos e os saberes - temas que ainda não haviam conquistado um estatuto acadêmico claro, como o amor, o medo e a felicidade. Oferecemos a você este vídeo em que Zygmunt Bauman fala de expectativas para o século XXI, internet, a necessidade de construção de políticas globais, a construção de uma nova definição de democracia, entre outros temas.
  • íntegra | melancolia na infância, com julieta jerusalinsky

    há lugar para a tristeza na infância? geralmente tendemos a idealizar a infância como uma época cheia de vivacidade em que um estado de permanente criatividade impediria qualquer manifestação de tristeza. no entanto, encontramos crianças que se sentem profundamente entediadas, sem curiosidade ou tempo para inventar diante de suas agendas cheias.ao submeter as crianças a um pragmático princípio de super equipa-las par o futuro, em uma permanente produção maníaca de ofertas de informação e de consumo, pode-se estar tirando delas algo fundamental: o encontro com um certo vazio e uma certa tristeza que fazem parte da vida e que são necessários para poder desejar e inventar. ao querer poupa-las de toda e qualquer tristeza podemos deixa-las assoladas pela melancolia.
  • o futuro das profissões, com silvio meira (versão tv cultura)

    o homem sonha mundos possíveis e a tecnologia é sua aliada; um campo de inúmeras possibilidades de relacionamentos, de comunicação se abre. e as mudanças ocorrem tão rapidamente, que chegamos a nos sentir impotentes diante do futuro que se apresenta. homens e mulheres, de todas as idades, veem seus projetos de vida, suas profissões, ameaçados por novas formas de fazer, que retratam novos modos de viver. num mundo onde quase tudo fica obsoleto da noite pro dia, como será nosso amanhã? como acompanhar este mundo em constante inovação? quais são as profissões do futuro e qual o futuro das profissões?
  • íntegra | a era da curadoria: o que importa é saber o que importa, com mario sérgio cortella

    o livro “a era da curadoria: o que importa é saber o que importa! educação e formação de pessoas em tempos velozes” traz o encontro promovido pela coleção papirus debates entre o filósofo mario sergio cortella e o jornalista gilberto dimenstein que discutem, entre outros temas, a importância da curadoria do conhecimento e destacam o elo entre educação e comunicação. com a expertise que lhes credencia discorrer sobre diversos aspectos da cidadania e da educação, os autores focam a conversa na figura do curador – o que consideram ser aquele que conhece, cuida e põe à disposição o que sabe de modo que seja uma referência e que também proponha uma reflexão. cortella e dimenstein destacam ainda o eixo indissociável entre a educação e a comunicação, e como são vitais para a qualidade do ensino as relações interpessoais, as experiências vividas na prática, no dia a dia. de acordo com cortella, “não temos que tirar as crianças da rua e levá-las para a escola; temos sim que levar a rua para dentro da escola, levar aquilo que elas vivenciam no cotidiano, de maneira que possamos oferecer-lhes algo que as emocione”.
  • Sexo e gênero na era da diversidade sexual | Giancarlo Spizzirri

    o mito grego do deus hermafrodito, um ser com características masculinas e femininas num mesmo corpo, é o ponto de partida deste café filosófico com o medico psiquiatra giancarlo spizziri, especialista em transgêneros. quais são as angustias e os sofrimentos de um uma pessoa cujo sexo de nascimento não está de acordo com o gênero desejado? giancarlo spizziri revela as particularidades desse universo tão desconhecido e que ainda é cercado de preconceito: possíveis causas e o que existe na área da saúde para auxiliar os transgêneros. como fica o afeto e o desejo quando a anatomia não define o gênero? gravado em 14 de junho de 2013.
  • íntegra | o que é ser liberal e conservador para além do senso comum?, com luiz felipe pondé

    os termos liberal e conservador tem uma tradição filosófica sólida que data do século xviii. tradição nascida do ceticismo escocês, com o passar do tempo sofreu as mais diversas influencias. nossa conversa terá como foco a superação do senso comum no qual liberal e conservador são sinônimos de reacionário e trazer sua luz sua riqueza como análise de comportamento, valores, crítica da vaidade da esquerda, e sofisticação em termos de política e moral. o brasil precisa dessa tradição mais do que tudo. o brasil precisa de uma revolução liberal e conservadora. café filosófico integrante do módulo visões da justica, com curadoria de fernando schüler.
  • raça e racismo no brasil, com carlos medeiros (versão tv cultura)

    uma consequência importante da questão das ações afirmativas e das cotas no brasil tem sido as discussões sobre o racismo. tradicionalmente relegado a uma espécie de gueto no discurso do senso comum, a questão do racismo, a compreensão de sua origem e desdobramentos, se impõe como tema fundamental para a compreensão de nossa sociedade e a superação de seus problemas. o jornalista carlos medeiros enfoca o processo que provocou essa transformação, traçando um panorama histórico das relações raciais no brasil, em comparação com a norte-americana, e apresenta seus prognósticos sobre o assunto no horizonte visível e possível.
  • íntegra | feminismos, corpo e saúde: uma agenda no século 21, com simone diniz

    o corpo e a saúde estiveram na agenda de todas as gerações de feminismos, porém os das décadas de 60 e 70 enfatizaram a reivindicação política da autonomia sobre o corpo, com a contracepção e o aborto, e a crítica à medicalização da fisiologia feminina, incluindo a sexualidade, a menstruação, o parto e o envelhecimento. em tempos de internet, emergem insurreições pela democratização das informações e do poder de decisão, com narrativas subversivas disputando com a medicina as concepções de saúde e bem-estar.
  • versão para tv | ética do cotidiano, com mario sergio cortella e clóvis de barros filho

    se antes a ética era um campo de conhecimento de estudiosos e especialistas, como filósofos, médicos e advogados, atualmente esta palavra entrou no vocabulário do nosso cotidiano e invadiu os noticiários. será que as coisas que nos levam à indignação como a corrupção e a violência são mais frequentes nos dias atuais? ou: elas sempre existiram e nós é que ficamos mais exigentes em relação a boas regras de conduta para uma convivência em sociedade? o significado de ética sempre foi o mesmo ao longo da história? ela é um conceito universal? afinal, o que é ética? estas questões são discutidas pelos filósofos clóvis de barros filho e mario sergio cortella neste café filosófico.

sobre o cpfl play

aqui você encontrará toda a coleção de vídeos produzida em encontros do instituto cpfl desde 2003. são milhares de horas com os maiores pensadores brasileiros, artistas, convidados internacionais. todo o acesso é gratuito, e o acervo está organizado por temas, coleções, séries, palestrantes, para que você possa navegar pelo conhecimento contemporâneo da melhor maneira possível. bom proveito!