3 vídeos

a psicanálise do século 21 - lacan para desesperados da crise

com curadoria do psicanalista jorge forbes.

ao montar o módulo, o curador buscou convidar estudiosos que não sacralizassem a psicanálise. “É um instrumento vivo que temos que repensar a cada momento”. e a hora é de mudança, segundo forbes. para ele, hoje nos orientamos de uma forma mais múltipla, criativa, menos disciplinar.

gravado em 2010.

serie (3): a psicanálise do século 21 - lacan para desesperados da crise

  • versão para tv | mal-estar na globalização: lacan e as luzes, com alain grosrichard

    depois de freud, o psicanalista jacques lacan reivindicava sua filiação às luzes, aquelas do século de voltaire, chamado também de 'o século dos filósofos'. entretanto, foi praticando a 'antifilosofia' que ele afirmava continuar o combate daqueles, contra todos os tipos de preconceitos. o que ele queria dizer com isso? em que, e até que ponto, a 'antifilosofia' lacaniana se inspira no iluminismo? e que luzes, por sua vez, nos traz hoje sua obra para analisar do que se trata no mal-estar ou na crise da civilização, a qual um rousseau - antifilósofo esclarecido, mesmo não sendo o doutor lacan – já tinha recenseado com tanta lucidez, e encarnado até a loucura, alguns de seus sintomas?
  • versão para tv | novas subjetivações e o mal-estar na contemporaneidade, com joel birman

    A proposição da conferência é de circunscrever as novas formas de subjetivação na atualidade, indicando os impasses do discurso psicanalítico de se confrontar com um mundo no qual o Estado perdeu o seu lugar de referência axial no espaço social, tendo como contrapartida a disseminação da economia neoliberal. A questão da autoridade paterna foi colocada na berlinda, de forma que o imaginário da barbárie se atualizou no espaço social. É nessa perspectiva que o Édipo como referencia ética foi colocada em questão. Palestra de Joel Birman no programa Invenção do Contemporâneo gravada no dia 13 de agosto, em Campinas.
  • versão para tv | lacan e a psicanálise do século 21, com jorge forbes

    jacques lacan ficou conhecido, e ainda assim é visto, como, talvez, o mais importante continuador de freud, alguém que deu estatuto racional iluminista ao inconsciente, desde sua famosa formulação do ‘inconsciente estruturado como uma linguagem’. o que pouco, no entanto, se sabe é que nos últimos anos de seu ensino lacan deu uma guinada em tudo o que tinha feito até então e, como se estivesse pensando contra si mesmo, propôs uma nova clínica, muito diferente da primeira e ainda a mais difundida, uma clínica própria a um homem que iria viver a crise de um mundo globalizado. a desestruturação das relações patriarcais exigiu uma clínica além do édipo, na qual freud não mais explica, freud implica. é a psicanálise de um mundo novo e o que se faz hoje na clínica, à diferença do que se fazia antes, que iremos debater.

sobre o cpfl play

aqui você encontrará toda a coleção de vídeos produzida em encontros do instituto cpfl desde 2003. são milhares de horas com os maiores pensadores brasileiros, artistas, convidados internacionais. todo o acesso é gratuito, e o acervo está organizado por temas, coleções, séries, palestrantes, para que você possa navegar pelo conhecimento contemporâneo da melhor maneira possível. bom proveito!