8 vídeos

do hedonismo à adicção: as drogas no mundo contemporâneo

com curadoria de arthur guerra, professor associado de psiquiatria da faculdade de medicina da usp e consultor na área de saúde e qualidade de vida.

o uso de substâncias teve seu início pelo princípio da sensação de prazer, que pode ser alcançada de forma rápida. para algumas pessoas, é apenas mais um caminho. para outras, a persistência para alcançar objetivos a longo prazo perde o sentido. afinal, não é mais fácil a recompensa quase instantânea? tudo na vida tem um preço. e o princípio que antes era de sentir prazer, se transforma. um dependente químico usa sua substância para evitar o desprazer.

gravado em setembro de 2014.

serie (8): do hedonismo à adicção: as drogas no mundo contemporâneo

  • versão para tv | das folhas às pedras: perigos da cocaína e do crack, com paulo j. cunha

    a cocaína, sempre associada a astros da música, celebridades do cinema, modelos… até já vendeu imagem de glamour. mas não há como ignorar que a cocaína e o crack, seu derivado, são responsáveis por cenas das mais degradantes do ser humano. se por muito tempo a coca sobreviveu como remédio para as tristezas da alma e indisposições do corpo, a partir dos anos de 1980 o consumo crescente começou a preocupar, o vício e as mortes por overdose viraram recorrentes. hoje, a neurociência explica os mecanismos do vício, mas nós ainda buscamos formas para tratar os dependentes. neste café filosófico, o neuropsicólogo paulo cunha fala do crescimento do uso do crack e da cocaína e das alternativas de tratamento pra os usuários.
  • versão para tv | cigarro: de símbolo de status à condenação, com joão maurício maia

    desde sempre, o tabaco foi algo comum entre indígenas durante rituais religiosos. mas a nicotiana tabacum, esta planta de inocente aparência, logo seduziu as cortes europeias. e depois delas, a humanidade inteira acabou envolta em uma densa cortina de fumaça por influência especialmente da propaganda e do cinema, dois aliados históricos da indústria tabagista. qual o herói que não fumava? parece inacreditável mas antes de ser condenado, o cigarro chegou a viver dias de glória, sendo recomendado por médicos. foi até símbolo de emancipação feminina. como o ato de fumar foi visto ao longo do tempo? como era a relação indústria tabagista e publicidade? quais os mecanismos que levam ao vício, as novas leis, afinal como funciona o complexo universo do cigarro? neste café filosófico o psiquiatra joão maurício maia fala sobre este vício e lança uma pergunta: “hoje somos antitabagismo ou antitabagistas?
  • versão para tv | maconha: entre a ciência e a sociedade, com hercílio de oliveira

    existe uma droga do bem? os médicos, especialmente os psiquiatras, têm hoje seus consultórios repletos de pacientes que buscam se livrar do vício das drogas. conhecida e utilizada em todo o mundo há milênios, a maconha continua presente em nossa cultura e, nos últimos anos, observa-se uma discussão calorosa sobre os prejuízos associados ao seu uso e os benefícios da sua possível legalização. enquanto alguns países iniciam experiências inovadoras de permissão ao uso recreativo e medicinal, a sociedade brasileira procura suas respostas. este café filosófico, com o psiquiatra hercílio de oliveira, discute hoje prós e contras dos “paraísos artificiais”, especialmente a tão falada maconha.
  • versão para tv | álcool: a droga legalizada, com arthur guerra

    hoje o álcool, apesar de ter seu consumo estimulado e glamourizado por um lado, é tido como um dos principais problemas de saúde pública. a realidade hoje mostra um aumento de um quadro preocupante de bebedores compulsivos, que ingerem socialmente grandes quantidades de bebida em um curto período. dados mais alarmantes principalmente entre os jovens. neste programa, o psiquiatra arthur guerra discute os usos e abusos, a dificuldade do tratamento que fazemos do álcool, esta droga legalizada.
  • íntegra | cigarro: de símbolo de status à condenação, com joão maurício maia

    o uso de substâncias teve seu início pelo princípio da sensação de prazer, que pode ser alcançada de forma rápida. para algumas pessoas, é apenas mais um caminho. para outras, a persistência para alcançar objetivos a longo prazo perde o sentido. afinal, não é mais fácil a recompensa quase instantânea? tudo na vida tem um preço. e o princípio que antes era de sentir prazer, se transforma. um dependente químico usa sua substância para evitar o desprazer.
  • íntegra | maconha: entre a ciência e a sociedade, com hercílio de oliveira

    conhecida e utilizada em todo o mundo há milhares de anos, a maconha continua presente em nossa cultura e, nos últimos anos, observa-se discussão calorosa sobre os prejuízos associados ao seu uso e os benefícios da sua possível legalização. enquanto alguns países iniciam experiências inovadoras de permissão ao uso recreativo e medicinal, a sociedade brasileira procura suas respostas. gravado em 12 de setembro de 2014.
  • íntegra | álcool: a droga legalizada, com arthur guerra

    o uso de álcool representa um hábito milenar, muito associado à imagem de celebração. sendo uma substância lícita, capaz de circular entre os mais diversos grupos sociais e situações, algumas vezes gera prejuízos a quem o consome. o programa trará uma reflexão interessante sobre os diferentes cenários onde a bebida alcoólica é usada, inclusive podendo trazer problemas ao indivíduo, familiares e a sociedade de uma forma geral.

sobre o cpfl play

aqui você encontrará toda a coleção de vídeos produzida em encontros do instituto cpfl desde 2003. são milhares de horas com os maiores pensadores brasileiros, artistas, convidados internacionais. todo o acesso é gratuito, e o acervo está organizado por temas, coleções, séries, palestrantes, para que você possa navegar pelo conhecimento contemporâneo da melhor maneira possível. bom proveito!