9 vídeos

o tempo da infância e a infância dos nossos tempos

com curadoria de julieta jerusalinsky.

a infância frequentemente é idealizada como um momento idílico da vida e a criança como alguém cujo único compromisso seria com o gozo de viver. mas, a infância – ao caracterizar-se pelo crescimento, maturação desenvolvimento e constituição psíquica – implica um intenso trabalho da criança para situar-se e construir o seu vir a ser diante do outro familiar, escolar e social.

daí que, mesmo com todas as legislações que protegem a infância, deparemos com o fato de que as crianças, tais como a infantaria de um exército, estão expostas na linha de frente dos impasses produzidos pela cultura e sociedade de cada época, diante dos quais elas tentam produzir respostas, se ocupando e se preocupando com aquilo que as cerca. por isso é relevante escutarmos as respostas que as crianças têm produzido diante dos ideais e sintomas sociais de nossos tempos.

gravado em 2017.

serie (9): o tempo da infância e a infância dos nossos tempos

  • versão para tv | infância e família, com maria rita kehl

    Aquela família idealizada difundida pela publicidade e incutida no imaginário coletivo, acaba provocando frustrações, preconceito e sofrimento em muitas pessoas. No mundo real, as pessoas se unem, famílias se formam, muitas vezes se desfazem, se refazem… e em cada uma delas circula uma variedade de afetos, problemas e desafios. Independente do modelo de família, o que se torna relevante, é a maneira como se constroem os laços e principalmente como se assume a responsabilidade do cuidado com as crianças. É nesse universo que nós, sujeitos, vamos nos formando e nos constituindo, com nossas singularidades. Para falar sobre isto, a curadora desta série, Julieta Jerusalinsky convidou a psicanalista Maria Rita Kehl. Série: O tempo da infância e a infância de nossos tempos É inegável a importância da infância no resto da nossa vida. Por isso seria de se esperar que uma cuidadosa atenção fosse dada às nossas crianças. Aos estímulos produzidos pela cultura de cada época, as crianças reagem; através de seu comportamento, fala, linguagem e sintomas. Escutar as respostas que as crianças têm dado diante dos ideais de nosso tempo é o que nos propõe esta série do Café Filosófico.
  • versão para tv | infância e política, com ilana katz

    Contar aos nossos filhos ou netos as histórias de nossa infância, das brincadeiras que fazíamos na rua, no parque, no quintal… é uma forma de estimular a imaginação e fortalecer laços. Mas o espaço geográfico da infância mudou. E mudou também a forma como nos relacionamos, com o colega, com o vizinho… com o outro. E mesmo com os nossos filhos. De qualquer forma, seguimos transmitindo valores, modelos, atitudes… O espaço que reservamos as crianças, a maneira como tecemos nossos laços, o jeito com que lidamos com o outro, tudo isso afeta e constrói a infância de um determinado tempo. A nossa época vem se caracterizando por estabelecer um novo modo de estar com as pessoas, onde não necessariamente corpo e mente estão no mesmo lugar. Como o nosso modo de vida afeta as crianças em sua experiência de ser criança hoje? Série: O tempo da infância e a infância de nossos tempos É inegável a importância da infância no resto da nossa vida. Por isso seria de se esperar que uma cuidadosa atenção fosse dada às nossas crianças. Aos estímulos produzidos pela cultura de cada época, as crianças reagem; através de seu comportamento, fala, linguagem e sintomas. Escutar as respostas que as crianças têm dado diante dos ideais de nosso tempo é o que nos propõe esta série do Café Filosófico.
  • versão para tv | infância e memória, com antonio prata

    As memórias nos constituem. Revisitá-las é como olhar para a nossa própria arqueologia. Traz compreensão de quem somos; nos faz ver possibilidades de transformação. Mas, no mundo de hoje, compartilhar e expor as experiências parece muito mais fundamental e urgente do que vivê-las de fato. Neste programa a conversa entre uma psicanalista e um escritor nos leva a pensar como estamos nos apropriando das coisas vividas, desde a infância; e nos lembra que temos, a todo tempo, a chance de reinventar o já vivido, de que recontar o passado é recriá-lo. Série: O tempo da infância e a infância de nossos tempos É inegável a importância da infância no resto da nossa vida. Por isso seria de se esperar que uma cuidadosa atenção fosse dada às nossas crianças. Aos estímulos produzidos pela cultura de cada época, as crianças reagem; através de seu comportamento, fala, linguagem e sintomas. Escutar as respostas que as crianças têm dado diante dos ideais de nosso tempo é o que nos propõe esta série do Café Filosófico.
  • versão para tv | intoxicações eletrônicas na primeira infância, com julieta jerusalinsky

    Vivemos tempos da virtualidade das relações, independente da idade. A exigência de estar permanentemente on-line inaugura uma forma de convívio onde as pessoas podem estar de corpo presente, mas, psiquicamente ausentes, olhando cada um para sua janela virtual. Como considerar esta dissociação do corpo para o bebê que ainda nem se apropriou dele? Como essa nova maneira de estar junto está afetando nossas vidas e principalmente o universo infantil? O que crianças que ficam capturadas pelas telas de eletrônicos podem nos contar a respeito da infância de hoje? Série: O tempo da infância e a infância de nossos tempos É inegável a importância da infância no resto da nossa vida. Por isso seria de se esperar que uma cuidadosa atenção fosse dada às nossas crianças. Aos estímulos produzidos pela cultura de cada época, as crianças reagem; através de seu comportamento, fala, linguagem e sintomas. Escutar as respostas que as crianças têm dado diante dos ideais de nosso tempo é o que nos propõe esta série do Café Filosófico.
  • íntegra | infância e memória, com antônio prata

    A infância deixa marcas indeléveis a partir das quais cada um se torna quem é. Apesar de que muitas delas caiam na amnésia infantil, continuam vividas em nós. Fazer o exercício de recordar ajuda-nos a elaborar. Transmitir o vivido como uma experiência não idealizada à geração seguinte é decisivo para não condena-la a repetir.
  • pílula | infância e memória, com antônio prata

    Trecho da palestra "Infância e memória", com o escritor Antônio Prata. A infância deixa marcas indeléveis a partir das quais cada um se torna quem é. Apesar de que muitas delas caiam na amnésia infantil, continuam vividas em nós. Fazer o exercício de recordar ajuda-nos a elaborar. Transmitir o vivido como uma experiência não idealizada à geração seguinte é decisivo para não condena-la a repetir.
  • íntegra | infância e política, com ilana katz

    O lugar que as crianças ocupam na cidade é uma experiência política que elas fazem na condição de participantes do laço social, sofrendo os efeitos do lugar simbólico que lhes é reservado, do tempo em que vivem e das formas e modos de laços dispostos em seu circuito social. E é sob este contexto que se tecerá sua subjetividade e sua participação na polis.

sobre o cpfl play

aqui você encontrará toda a coleção de vídeos produzida em encontros do instituto cpfl desde 2003. são milhares de horas com os maiores pensadores brasileiros, artistas, convidados internacionais. todo o acesso é gratuito, e o acervo está organizado por temas, coleções, séries, palestrantes, para que você possa navegar pelo conhecimento contemporâneo da melhor maneira possível. bom proveito!