7 vídeos

diversidade humana: o valor das diferenças em um mundo compartilhado

com curadoria de benilton bezerra jr.

para construirmos uma sociedade aberta, livre e tolerante é preciso identificar nossos preconceitos mais arraigados, problematizar nossos valores éticos e estéticos, nossas noções de certo e errado, de normal e patológico, de diferente e deficitário. só com a identificação dos nossos preconceitos poderemos reconhecer o valor da diversidade na construção de um mundo efetivamente compartilhado, um mundo em que a pluralidade de crenças, tradições, estilos de vida, formas corporais, modos de organização subjetiva individual, relacionamento pessoal, práticas sexuais, laços de família, etc., possa ser percebida como expressão da riqueza da experiência humana.

gravado em agosto de 2015.

serie (7): diversidade humana: o valor das diferenças em um mundo compartilhado

  • versão para tv | gênero e sexualidade além do rótulo , com laerte

    se por muito tempo, em diversos lugares do mundo, certas práticas sexuais foram consideradas como desviantes, criminosas ou patológicas. hoje, essa percepção mudou; a sexualidade humana passa a ser vista como uma possibilidade legítima de cada um, independente do sexo biológico que nascemos; a identidade de gênero é uma expressão da liberdade individual, mas a violência e a intolerância contra a diversidade sexual continuam presentes nos nossos dias. é uma questão de ordem pública e uma polêmica política. neste programa que integra o modulo: o valor das diferenças em um mundo compartilhado, o psicanalista benilton bezerra recebe laerte coutinho e juntos refletem sobre estas questões.
  • versão para tv | raça e racismo no brasil, com carlos medeiros

    uma consequência importante da questão das ações afirmativas e das cotas no brasil tem sido as discussões sobre o racismo. tradicionalmente relegado a uma espécie de gueto no discurso do senso comum, a questão do racismo, a compreensão de sua origem e desdobramentos, se impõe como tema fundamental para a compreensão de nossa sociedade e a superação de seus problemas. o jornalista carlos medeiros enfoca o processo que provocou essa transformação, traçando um panorama histórico das relações raciais no brasil, em comparação com a norte-americana, e apresenta seus prognósticos sobre o assunto no horizonte visível e possível.
  • versão para tv | deficiências e diferenças, com izabel maria maior

    historicamente a pessoa com deficiência era percebida como doente, objeto da assistência e de propostas de cura. com a emergência de movimentos das pessoas com deficiência, a conceituação da deficiência abandonou o campo biomédico e ganhou contornos sociopolítico, de direito à diferença e de responsabilidade coletiva. a médica izabel maior, defendendo o lema “nada sobre nós, sem nós”, mostra que “não é o limite individual que determina a deficiência, mas sim as barreiras existentes em seu meio”, estejam elas nas atitudes das pessoas, na arquitetura, no transporte, na circulação, na comunicação, enfim, na discriminação e na falta de acesso a bens e serviços na militância pela autonomia verdadeira das pessoas com deficiências.
  • versão para tv | diversidade humana, com benilton bezerra jr.

    A história humana é a história dos valores éticos e estéticos, regras, normas, hábitos e leis que, ao longo do tempo, vão traçando as cartografias que demarcam as fronteiras entre o prescrito e o proscrito, o normal e patológico, o legítimo e ilegítimo. Uma sociedade democrática se propõe equilibrar os anseios de liberdade e auto-realização dos indivíduos, por um lado, e as exigências impostas pela convivência social, por outro. Mas para construirmos uma sociedade aberta, livre e tolerante é preciso identificar nossos preconceitos mais arraigados, problematizar nossos valores éticos e estéticos, nossas noções de certo e errado, de diferente e deficitário. Neste programa o psicanalista e psiquiatra Benilton Bezerra Jr, curador desta série, nos ajuda a refletir sobre como nossa sociedade e cultura, ainda hoje, mantém velhos estigmas e gera novos. Ele nos convida a rever nossas dificuldades em lidar com a diversidade humana.
  • íntegra | gênero e sexualidade – a vida além do rótulo, com laerte coutinho

    apesar de avanços recentes, partes da sociedade brasileira ainda exibem grande intolerância frente à diversidade do universo da sexualidade humana. nos últimos anos, laerte somou ao traço do gênio cartunista o rosto e o corpo da militância pelo direito de ser reconhecido pelo que se é. neste encontro, ela fala de sua experiência pessoal e de como vê a relação entre as múltiplas possibilidades de gênero e relacionamentos e os padrões hegemônicos de classificação e normalidade em nossa sociedade atual.
  • íntegra | raça e racismo no brasil contemporâneo, com carlos medeiros

    um importante subproduto da discussão sobre cotas e ação afirmativa no brasil tem sido a elevação do racismo, tradicionalmente relegado a uma espécie de gueto nas ciências sociais e no discurso do senso comum, à condição de tema relevante para a compreensão de nossa sociedade e a superação de seus problemas. em sua palestra, carlos medeiros irá enfocar o processo que provocou essa transformação, ancorando-se na história das relações raciais no brasil, com eventuais comparações com outras realidades, em especial a norte-americana; e apresentar seus prognósticos sobre o assunto no horizonte visível.
  • íntegra | o valor das diferenças em um mundo compartilhado, com benilton bezerra jr.

    para apreciar o valor das diferenças na construção de um mundo compartilhado é preciso compreender o modo como se processa a construção da identidade na experiência humana, tanto no plano do psiquismo individual quanto no plano das identidades culturais. a palestra abordará aspectos fenomenológicos, psicodinâmicos e histórico-sociais implicados nesse processo e discutirá avanços e obstáculos ao reconhecimento do valor da diversidade humana, atualmente visíveis em nosso horizonte social.

sobre o cpfl play

aqui você encontrará toda a coleção de vídeos produzida em encontros do instituto cpfl desde 2003. são milhares de horas com os maiores pensadores brasileiros, artistas, convidados internacionais. todo o acesso é gratuito, e o acervo está organizado por temas, coleções, séries, palestrantes, para que você possa navegar pelo conhecimento contemporâneo da melhor maneira possível. bom proveito!