04
jun

Zygmunt Bauman, estratégias para a vida – Zygmunt Bauman, com participação de Luiz Felipe Pondé, Caterina Koltai, Frank Usarski e Franklin Leopoldo e Silva

  • 22:00

Ao longo dos últimos 10 anos a CPFL Cultura convidou filósofos, psicólogos, artistas, economistas, cientistas das mais diversas áreas do conhecimento na tentativa de repensar os problemas humanos através de uma ótica contemporânea.

Niestzsche, Sócrates, Tomás de Aquino, Rosseau, Schopenhauer, Voltaire, Marx, Jung, Winnicott, Freud, Lacan, Klein, Foucoault foram alguns dos muitos pensadores da cultura ocidental que serviram de referência para essas reflexões. Um deles se destacou em inúmeras falas: o sociólogo Zigmunt Bauman.

Bauman nasceu na Polônia em 1925. Em 1939 escapou do holocausto fugindo com sua família para a Rússia. Estudou na Universidade de Varsóvia onde conheceu Janina com quem foi casada por 55 anos e teve 3 filhas. De lá voltou após a guerra, quando se filiou ao Partido Comunista. Hoje é chefe do departamento de sociologia na Universidade de Leeds na Inglaterra, onde concedeu uma entrevista ao Café Filosófico em 2011.

Neste programa especial, além desta entrevista, trechos da  série “O diagnóstico de Zygmunt Bauman para a pós-modernidade” com Luiz Felipe Pondé, Franklin Leopoldo e Silva, Frank Usarski e Caterina Kolta, que nos ajudam a compreender a obra deste que é um dos mais influentes intelectuais do nossos tempos.

Assista abaixo à edição para a tv

Assista abaixo à íntegra da entrevista

[vimeo]http://vimeo.com/27702137[/vimeo]

Encontro com Bauman

A reunião na Inglaterra foi a maneira encontrada para garantir ao público brasileiro o acesso direto às idéias daquele que é considerado o principal sociólogo em atividade e certamente um dos mais importantes pensadores da contemporaneidade e que, por problemas familiares, não pode viajar ao Brasil como planejado.

 

Previsto para durar aproximadamente sessenta minutos, o encontro se alongou por cerca de três horas. Bauman revelou-se uma pessoa de extrema simpatia e cordialidade com a equipe que virtualmente “invadiu” sua casa naquela tarde de verão inglês com câmeras de cinema, gravadores de som e equipamentos profissionais de iluminação. Coordenada pelo cineasta brasileiro Henrique Goldman, o mesmo diretor do longa metragem “Jean Charles”, a equipe de TV era composta por ingleses e brasileiros radicados na Inglaterra e com grande experiência na produção de filmes pra cinema, TV e publicidade.

A entrevista foi gravada na sala de leitura da casa onde Bauman mora há 41 anos, em um dos subúrbios residenciais da cidade industrial de Leeds. Bauman nos recebeu em um ambiente familiar despojado, marcado por imagens de sua esposa Janina Bauman, de seus filhos e netos e de muitos livros em variados idiomas. Foi uma longa conversa que tratou de expectativas para século XXI, Internet, a necessidade de construção de políticas globais, a construção de uma nova definição de democracia e incluiu alguns dos temas sugeridos aqui, pelos visitantes do nosso site.
Agradecemos novamente as excelentes contribuições que recebemos sobre os assuntos que poderíamos tratar com este que é um dos principais pensadores do mundo contemporâneo e grande influência do Café Filosófico CPFL.

Bauman e o Café Filosófico CPFL

Zygmunt Bauman é uma das principais referências conceituais da CPFL Cultura, desde a criação do nosso programa cultural em 2003. Bauman nos alertou, principalmente, para a urgência da reinvenção dos laços humanos. Entendemos, com ele, que as identidades tradicionais se dissolveram na efemeridade afetiva da modernidade líquida. Orientados pela refinada visão de Bauman sobre a fluidez dos laços humanos, dos conceitos e dos saberes na contemporaneidade, definimos que nosso Café Filosófico CPFL assumiria o desafio de pensar as novas identidades e as novas formas de saber. Contar com a participação direta de Zygmunt Bauman em nosso programa é uma conquista que, com muito prazer, partilhamos com nossos internautas a partir de agora.