11
jun

Canções de Amor e Desamor (Amor não Explícito) – Zuza Homem de Mello, Hermínio Bello de Carvalho, com participação de Marcelo Onofri

  • 22:00
As letras de uma canção espelham uma infinidade de sentimentos que marcam as relações amorosas: ciúme, sedução, desejo, traição, abandono, saudade, frustração… A história das estórias das canções, com as suas dores e alegrias do amor estão presentes em uma seleção trazida pelo musicólogo e jornalista Zuza Homem de Mello, curador da série paixão e ódio na canção. Neste programa o convidado é o compositor Hermínio Bello de Carvalho. As canções são interpretadas pelo pianista e cantor Marcelo Onofri.No encontro o curador Zuza Homem de Mello conversa com um dos mais conhecidos letristas da canção brasileira, o poeta Herminio Bello de Carvalho, sobre canções ligadas ao título Amor Não Explícito.[vimeo]http://vimeo.com/28020204[/vimeo]

Com Herminio Bello de CarvalhoMarcelo Onofri ao piano. Participação do curador Zuza Homem de Mello.

Palestra da série Paixão e Ódio na Canção, de Zuza Homem de Mello.

Entre elas, “Pressentimento”, “Doce de coco” e “Mas quem disse que eu te esqueço”, que serão interpretadas por Marcelo Onofri. A respeito do tema, Herminio esclarece: “Meu querido Zuza acaba de me colocar num beco com saída para um despenhadeiro que desemboca na cratera de um vulcão: reduzir a apenas 8 músicas quem tem quase três centenas. Não deixa de ser um exercício instigante relembrar parcerias que flutuam em diversas faixas etárias. Através de imagens ou metáforas, lá está o velho sentimento desnudando inclusive canções catalogadas de malditas. Na letra que fiz para o prelúdio número 3 de Villa-Lobos vamos encontrar um caso típico de amor não abertamente explicitado, condutor do tema de amor do qual falarei que pode se ramificar na poesia homoafetiva.

Gravada no dia 19 de agosto de 2011 em Campinas.

Café Filosófico CPFL vai ao ar na TV Cultura às 22h.